WhatsApp Image 2022-05-17 at 11.06.55.jpeg

HOSPITAL PRECÁRIO

Mulher em tratamento de câncer é obrigada
a levar colchão de casa para o Hospital Regional

JOSIANE ARAÚJO - Editora de Notícias

Transcrição  do site Via 41 - 18/05/22, às 08h00min

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Uma senhora de 60 anos que vive acamada, pois sofre com um câncer há 2 anos, passou por uma situação complicada no Hospital Regional na noite deste domingo (15/05) em Eunápolis. 

A filha da paciente identificada por Alessandra falou ao VIA41 que precisou levar sua mãe para o hospital com urgência para fazer transfusão de sangue, devido a hemoglobina que estava baixa. Um procedimento que a paciente precisa ser internada, mas teve a notícia que no hospital não havia leito desocupado, que a paciente tinha duas opções ou passava a noite sentada em uma cadeira de rodas ou em uma poltrona no corredor da unidade de saúde.

“Muito desumano, uma pessoa que vive acamada ter que passar por isso”. Desabafa Alessandra que viu de perto o sofrimento de sua mãe que chorava sentindo fortes dores.

Ao procurar a equipe de enfermagem Alessandra foi encaminhada para assistente social que segundo ela informou não poder fazer nada. A filha angustiada perguntou quem poderia fazer alguma coisa, a assistente social respondeu que ninguém, pois no final de semana não fica nenhuma pessoa responsável no setor administrativo do hospital.

Alessandra ao ver o desespero e o choro de sua mãe, pediu para trazer de casa um colchão, pois a mãe dela não iria aguentar ficar em uma cadeira de rodas a noite toda para fazer o procedimento de transfusão de sangue. Foi que a assistente social permitiu a entrada do colchão. 

“Excelentíssima prefeita, que diz tanto ter amor pelo povo onde está esse amor? Porque a senhora ao invés de fazer festas gigantescas não faz uso desse dinheiro para melhorar a saúde de nossa cidade? Essas minhas perguntas gostariam de obter alguma resposta, não estou aqui expondo política ou grupo A ou B, e sim sobre uma indignação e descaso vivido”. Disse Alessandra revoltada com a situação que passou com sua mãe no Hospital Regional.

alessandra-cp.jpg
EXTRAÍDA DO SITE VIA41/GOOGLE
Imagem de Alessandra filha da paciente
Vale do Mucuri e Jequitinhonha.webp
WhatsApp Image 2022-02-21 at 12.29.45.jpeg
WhatsApp Image 2022-01-17 at 13.35.54.jpeg
WhatsApp Image 2022-01-19 at 12.18.38.jpeg
WhatsApp Image 2022-03-21 at 10.59.02.jpeg